Motivação!

Esse nome cada vez mais está presente na vida profissional- Motivação. Sem a motivação necessária você pode perder oportunidades, se frustrar e viver culpando os outros. Continue lendo para entender mais e ver como dar o primeiro passo para a ação.

 

Saiba como definir seu primeiro passo para agir!

O tema motivação é algo bem indefinido! Falo isso, porque essa palavra é popularmente relacionada a motivos externos que são os responsáveis pela vontade final da pessoa, só que na realidade não é bem assim! Motivação é o motivo que gera uma ação. Se existe um motivo para agir, ele não será igual para ninguém, pois cada um tem uma intenção para alcançar o que deseja,  e da mesma maneira em que a satisfação da realização não será igual, portanto o motivo é intrínsico a cada um.

A própria ferramenta Quantum (teste comportamental) consegue mostrar quais são os motivadores primários e secundários de quem o faz. Dessa forma, em um processo de seleção isso pode ajudar a verificar se aquela necessidade coincide com a realidade da tarefa daquela empresa/área. Ai pode vir a pergunta: -“Mas Marcia, não pode aparecer no teste os mesmos motivadores para as pessoas que tem determinado perfil?” E eu respondo que sim, e é por isso que o teste é uma ferramenta de apoio e deve ser analisado com demais variávies, pois como dizem os Analistas Quânticos “mapa não é território”. É necessário contextualizar o teste com a realidade de cada um.

E como digo que isso é tão real? Minha experiência me permitiu vivenciar isso. A tendência do ser humano é reclamar e culpar tudo e a todos dizendo que está desmotivado, que a empresa não faz nada para motivá-lo. Cobra-se muito da empresa para ter treinamentos pagos integralmente, cursos de línguas e etc, porém e a busca por algum desenvolvimento em função de si mesmo?. Com esse exemplo fica mais fácil entender quem as pessoas responsabilizam e como dirigem suas próprias carreiras. E ainda afirmo que esse não é um caso isolado.

Nós, coachs e psicólogos costumamos, em um processo terapêutico e de coaching, identificar o projeto de vida/objetivo que a pessoa busca, pois é com ele que a pessoa colocará foco e sentido para a própria vida, é onde entram os motivadores. Se uma pessoa quer comprar uma casa, existem motivadores para isso! Para uma pessoa pode ser ter uma casa própria, um bem material, mas para outra pode ser o sentimento de ter um lar, se sentir aconchegada! O objetivo é o mesmo: a casa. O motivador é diferente: ter algo material e por outro lado se sentir aconchegada.

Para não culpar tudo e a todos, o que pode ser feito? Afinal de contas, as variáveis externas contam e muito para nossas decisões e vontades. Bato na tecla de se conhecer, saber os seus pontos fortes e a melhorar é fundamental, só que essa etapa exige um pouco mais. Que tal você fazer um mapeamento das coisas que agradam muito você e  desagradam em demasia? Dessa forma é possível perceber o que pode ser fundamental para você se motivar.

Vou dar um exemplo meu! Trabalhar em um ambiente em que eu possa ter contato com pessoas durante o expediente é algo muito importante e uma necessidade minha, por isso procuro trabalhar em uma área em que eu tenha interação com pessoas. Se caso houvesse a necessidade de trabalhar por muito tempo em um local em que seria apenas eu e o computador, tenho certeza que meu rendimento não seria tão bom, pois preciso ter contato com pessoas, esse é o meu grande motivador e ele estará comigo em qualquer lugar que eu vá, por isso a importância de mapeá-lo.

Agora, vamos pensar. Quais são os seus motivadores mesmo?

 

Quer saber mais sobre? Estou aqui pronta para te ajudar! O processo de desenvolvimento é o caminho para despertar a sua melhor versão.