O QUE É AUTOESTIMA?

O QUE É AUTOESTIMA? Uma das definições de autoestima é: a forma e a condição em que o indivíduo se vê.

É um avaliação subjetiva, positiva ou negativa (autoestima elevada ou baixa) que a pessoa faz de si mesma a partir de emoções, ações, crenças, aparência, comportamentos também moldada pelo ambiente, convivência social e fatores externos diversos podem alterar essa percepção eventualmente, de maneira temporária ou permanente.

Autoestima positiva pertence ao indivíduo satisfeito com a sua identidade (amor próprio), ou seja, uma pessoa dotada de confiança em quem ela é.

O problema é que desde crianças somos bombardeados por fatores externos que contribuem para diminuir nossa autoestima, como bullying nas escolas, que levam as crianças para um estágio de introversão e baixo autoestima com palavras e atitudes negativas. Infelizmente, esses sentimentos nos acompanham durante a fase adulta em níveis inconscientes e conscientes, que mesmo assim não são revertidos com facilidade.

A falta da autoestima ou a baixa autoestima é algo que pode trazer bastante sofrimento à pessoa, pois ela não se acha merecedora da felicidade.

A pessoa com baixa autoestima está sujeita a se autosabotar o tempo todo, aumentando ainda mais o seu sofrimento. Um exemplo são homens e mulheres que ao conhecer uma pessoa bacana, ficam com medo de perdê-lo (a) por não se acharem bons o suficiente. Para minimizar seu sofrimento, terminam o relacionamento antes que comece.

Com isso, ela pode entrar em um círculo vicioso de derrotas pessoais. Acreditando que ela não merece o melhor, acaba atraindo para sua vida as coisas mais insignificantes, pois a pessoa com baixa autoestima se sente alguém sem significância comparada com as demais.

A notícia boa é que a autoestima pode ser trabalhada, e se você tem problemas com a forma como se vê ou como interpreta o olhar dos outros para si, saiba que isso pode ser trabalhado.

Independe se você tem autoconfiança em determinadas áreas de sua vida ou não. A autoestima faz com que você esteja bem consigo mesma independente das circunstâncias.

Como humanos, mudamos a cada momento, contudo, cabe a você não deixar que momentos de oscilação abalem sua autoestima.

Por esta razão, é fundamental atingir um estado racional do seu emocional (autoconhecimento) e buscar orientação, pois mesmo em momentos difíceis você não vai se esquecer de quão incrível você é.