Qual óculos você usa? Dicas para mudar a forma como você enxerga o mundo

como você enxerga o mundo

A forma como você enxerga o mundo faz toda a diferença na sua vida profissional!

Certamente você já notou que, hoje em dia, para conseguir um emprego, os gestores exigem muitas qualidades dos seus recrutados, não é mesmo?

Mas nem sempre aquela sua competência que você julga imprescindível é valorizada da mesma forma pelo gestor.

Vamos tomar como exemplo a proatividade. Para alguns, saber “fazer acontecer” é essencial para qualquer profissional. Já para outros, esse conceito é um pouco diferente. Elas normalmente preferem mais a cautela e o planejamento.

Mas por que uma mesma competência é vista de maneiras tão diferentes?

De forma simples, a gente pode dizer que cada pessoa usa um “óculos” diferente e isso muda a forma como você enxerga o mundo. Existem aqueles que olham para a vida de forma acinzentada e não conseguem ver as atitudes positivas quando elas aparecem.

Enquanto isso, outros veem o mundo como algo cor de rosa, cheio de vida e com coisas boas. Mas qual deles está certo? A resposta é nenhum.

Ter uma visão um pouco distorcida da realidade é mais comum do que a gente imagina!

Algumas pesquisas já provaram que pessoas ansiosas, por exemplo, percebem experiências normais como negativas. Assim, o cérebro delas muitas vezes falha ao diferenciar as situações estressantes de outras normais.

Por isso, entender qual óculos você usa e como você enxerga o mundo é essencial para descobrir como adaptar a sua visão à sua realidade, principalmente a profissional.

Com isso, você pode desenvolver competências que não estão afloradas, assim como melhorar aquilo que você já tem.

Mas como fazer isso na prática?

 

A primeira dica é começar por ações menores e aos poucos ir para maiores. Você deve estabelecer algumas ações possíveis e metas fáceis de serem alcançadas.

Muitas vezes, sair da zona de conforto significa simplesmente olhar a realidade com outros olhos!

Quando isso acontece, você sai da mesmice e consegue descobrir novas informações e aprender coisas diferentes. Se desfazer da bagagem que você carrega pode não parecer fácil, mas é um exercício simples e muito eficaz.

Para isso, lembre-se sempre: para chegar ao final da escada é necessário subir o primeiro degrau.

Comece mudando hábitos simples:

  • Sente-se à mesa para comer em um lugar diferente
  • Troque aquele restaurante que você sempre vai aos fins de semana
  • Durma do lado oposto da cama
  • Troque a bolsa que você sempre usa
  • Experimente uma comida nova
  • Faça um caminho diferente

Essas pequenas atitudes podem trazer novas experiências, sensações e visões, mudando o seu olhar viciado da rotina. O modo como você enxerga o mundo pode e deve mudar!

Zona de conforto: ela é sempre ruim?

Sair da zona de conforto é algo que você deve fazer sempre. Isso é essencial para que você mude sua visão sobre o mundo e adote posturas para mudar aquilo que sabota o seu desenvolvimento profissional.

Mesmo assim, a zona de conforto, em alguns momentos, é necessária.

Esse momento nada mais é do que um estado de conforto relativo em que você mantém um nível estável de desenvolvimento.

Já para sair dali, você precisa passar por um estado de ansiedade e estresse, que vai promover essa mudança. Sem essas sensações, que muitas vezes são ruins, você não consegue mudar. Portanto, elas são necessárias.

Viva Desenvolvimento Humano – autoconhecimento para desenvolver sua carreira 

A Viva trabalha com o autoconhecimento de forma a te ajudar a usá-lo de forma mais otimizada para o seu desenvolvimento.

Não basta apenas se conhecer, é preciso saber como utilizar o que você tem de melhor e trabalhar com o que você não tem.

Conheça um pouco mais sobre nossos trabalhos e tudo o que podemos fazer pelo seu desenvolvimento pessoal e profissional!